Sex
Sáb

Preço mínimo garantido

Cancelamento gratuito (até 24 horas antes da chegada)

O Albergue Seminário Menor

O Albergue Seminário Menor é um dos estabelecimentos de acolhida de peregrinos com mais tradição da cidade. Duas décadas recebendo todos aqueles que chegam a Santiago de Compostela. É um albergue muito popular entre aqueles que se aventuram nas rotas da Europa Ocidental: o albergue do Seminário Menor foi escolhido entre os dez melhores do Caminho Francês pelos usuários do portal de peregrinos Gronze.com: descobriremos o porquê.

O albergue de peregrinos do Seminário Menor abre as suas portas num prédio imponente erguido numa das áreas com melhores vistas da zona monumental de Santiago de Compostela: Belvís, localizado no bairro histórico de São Pedro. A etimología popular sugire que Belvís é um apócope de Bela Vista, e não é sem motivo: o albergue ocupa o privilegiado miradouro oriental e amostra uma vista bucólica e calma da zona monumental compostelana e das orgulhosas torres da Catedral de Santiago.

Os peregrinos apreciam muito o perfil claro e único visto do outeiro, também o contorno foi recuperado nas últimas décadas, com a abertura e ampliação do parque de Belvís. Uma zona verde que atravessa antigas fazendas eclesiásticas e que mostra aos visitantes a orografia suave e inclinada de Santiago.

O albergue do Seminário Menor recebe o seu nome da instituição de ensino com a qual compartilha o espaço. O Seminário Menor foi o último prédio que o arcebispado de Compostela destinou à formação do clero. O edifício foi inaugurado pelo Cardeal Quiroga Palacios em 1955; desde então tem servido como centro de formação eclesiástica e secular, até que nos últimos anos incorporou também a função de albergue para peregrinos.

Outra razão pela qual o Albergue do Seminário Menor atrai tantos peregrinos é a localização: não so fica a poucos minutos da catedral; no caminho para a basílica, encontramos o Mercado de Abastos, o lugar mais moviementado de Santiago depois da Praça do Obradoiro. Os peregrinos recuperam as sensações e a calma percorrendo as montras nas quais os melhores alimentos do mar e da terra são expostos, cenas de um modo de produção tradicional escasso mas que cada vez atrai e convence mais pessoas

O albergue do Seminário Menor mantém a essência da experiência dos peregrinos: espaços de descanso comunitários, conforto individual, espaços para reflexão, preço acessível e localização difícil de superar.

Serviços

256 vagas entre camas individuais em quarto múltiplo e quartos individuais

Wi-Fi gratuito e computadores de pagamento

Cozinha de alberguista

Supermercado

Máquinas de vending

Serviço de guarda-volumes com custo

Recepção

Salas de Convívio com TV

Aluguer de toalhas

Lavandaria de alberguista: máquinas de lavar, secadoras e tanques para lavar a roupa

Estacionamento para bicicletas y carros gratuito para os clientes alojados

Elevador

Traslados

Transporte de mochilas

Galeria de imagens

Ver tudo

FAQS - Perguntas Frequentes

É necessário ser peregrino para poder ficar no alojamento?

Não é necessário mas o albergue está pensado por e para os peregrinos

Quais são os horários do albergue?

Check In: É possível registrar-se durante o horario da recepção, das 8h00 às 23h00.

O acesso aos quartos pode realizar-se das 13h30 até as 00h30.

Check Out: É necessário deixar os quartos antes das 9h30. Entre as 9h30 e as 13h30 são realizadas as tarefas de limpeza na área de dormitórios.

O albergue fecha às 00h30 da noite. É possível deixar as instalações em qualquer momento.

É recomendável que traga comigo um saco-cama?

Sim, o preço da sua estadia inclui um jogo de lençois descartavéis composto de lençol de baixo e fronha. Além disso temos cobertas e mantas à disposição.

Os quartos múltiplos e as casas de banho são mistas?

São

Que tipos de alojamento têm?

Cama baixa em quarto múltiplo e quartos individuais. As casas de banho estão fóra dos quartos.

Têm serviço de refeições?

Contamos com uma loja de conveniência onde pode comprar a sua “Ementa do Peregrino”. Também temos uma cozinha de alberguista por se preferir cozinhar e disponhemos de máquinas de venda automática de bebidas e snacks.

É possível tomar o pequeno-almoço no albergue?

Sim, no supermercado do albergue servimos o pequeno almoço a partir das 7h00.

É permitido fumar no albergue?

Não, é proibido fumar em todo o recinto

É permitida a entrada ou permanencia de animais nas instalações?

Não, excepto no caso dos cães assistente.

No albergue há um lugar para guardar a minha bicicleta?

Sim, existe uma área ao ar livre e outra no interior para que possa estacionar a sua bicicleta, sob a sua responsabilidade.

Tem guarda-volumes?

Sim, pode enviar-nos a sua bagagem antes da chegada; para isso é obrigatório ter reserva no albergue. O preço por volume e dia é de 2€.

É necessário reservar com antecedência?

Não é necessário mas sim recomendável para garantir a sua vaga. Pode fazer a sua reserva através do motor de reservas do nosso site e obter o melhor preço garantido.

Posso cancelar ou modificar a minha reserva?

Sim, cancelar ou modificar a sua reserva mais de 24 horas antes da sua chegada não terá despesas. No caso de cancelar a sua reserva menos de 24 horas antes da sua chegada ou não aparecer (não comparência), o valor total é a primeira noite da sua estadia.

Que inclui o preço da minha estadia?

Alojamento, jogo de lençol de baixo e fronha, cacifo para bagagem com tomada e ponto de luz.

Ainda tem mais perguntas? Ligue para nós!

O que fazer em Santiago?

Bem, para atrás ficam centenas de quilômetros, os pés calejados, leve desconforto na região lombar e joelhos estaladiços; à nossa frente, a Catedral de Compostela e na mochila, a compostela. Agora é um bom momento para aproveitar a cidade e não pensar na próxima etapa mas no petisco que lhe será oferecido naquele bar tão famoso. Mas não só da restauração vive Compostela: aqui tem algumas propostas. Nós já estamos em Santiago e agora?

1. Zonas verdes e esplendor geométrico:

Santiago de Compostela viveu uma expansão contemporânea sob o guarda-chuva do desenvolvimento dos anos 60 em primeiro lugar e desde os anos 90, amparada pelo Ano Santo e pela celebração do Xacobeo. A cidade cresceu na direção da costa e com o limite auto-imposto do oeste. O crescimento foi feito com respeito à grande extensão de áreas verdes que estavam em fazendas antigas privadas ou em fazendas para uso eclesiástico que foram recuperadas como áreas de passeio e parques abertos. Para além do histórico parque da Alameda, o mais famoso é o parque de São Domingos de Bonaval, localizado no bairro de São Pedro, na entrada da zona monumental, junto ao último trecho do Caminho Francês. É um parque projetado pelo arquiteto e paisagista portugués Álvaro Siza ao lado do Museu de Arte Contemporânea; onde brinca com a antiga disposição do terreno para oferecer um jogo equilibrado de alturas em que os cantos alternam com as grandes vistas. Também são recomendados o parque das Galeras, a fazenda Vista Alegre e a caminhada do rio Sar.

2. Museus e visitas guiadas.

Uma cidade milenar como Santiago esconde atrás de suas ruas inúmeras histórias e anedotas que explicam com meticulosidade o como e o porquê de Compostela. Pode ser que acabemos de chegar e não entendamos bem por que não há castelos numa cidade com uma catedral, como eram as ruas antes de serem cobertas de pedra, quais eram os usos deste ou daquele prédio ou quem vivia em quais bairros. Felizmente, estamos numa cidade apaixonada pela sua história e é fácil para nós encontrar passeios guiados e visitas históricas com as quais aprenderemos a ver a cidade com olhos mais profundos. Se quiserem saber mais sobre as curiosidades e segredos da área monumental, recomendamos-lhes participar das excursões agendadas: um passeio pelos telhados da Catedral, uma visita guiada pelas ruas de Compostela que irá surpreendê-los.

3. Nem tudo vai ser cultura, coma (e beba)!

Com certeza, com certeza: que coisa boa é comer na Galiza! Mas vamos tentar ser um pouco mais específicos: o que queremos comer, quanto vamos pagar e quais sabores queremos lembrar. Uma atividade quase obrigatória é uma visita ao mercado de Abastos (o segundo lugar mais visitado em Santiago depois da Catedral), onde podemos ver como funciona o mercado tradicional e poderemos ver pessoalamente a qualidade de seus produtos, para culminar depois em qualquer um dos seus estabelecimentos: bem degustemos a lendária tortilla de Moha (Rua Nova) ou La Tita- onde nos oferecerão uma ração bem abundante e gostosa- bem o tradicional petisco de queijo e enchidos na seleção cuidadosa da adega Casa Pepe em Santo Agostinho ou na típica e icônica taberna compostelana representada pelo Cavalo Branco também na zona de Santo Agostinho. Para o almoço, temos os restaurantes tradicionais do bairro de São Pedro, onde é possível saborear os produtos cozinhados à moda dos nossos avós: uma visita à bodega de Os concheiros, localizado na entrada do Caminho Francês, ou bem ao Casal do Cabildo ou ao mítico O 16 na própria rua de São Pedro.

4. A noite é uma criança.

Se calhar aquela etapa de quarenta quilômetros não terminou completamente com o seu desejo de festa; é possível que os seus pés dessensibilizados pelas calosidades ainda possam percorrer a cidade quando a noite cai. Se assim for, a zona monumental (zona velha para os nativos) é um lugar a não perder. As atividades ainda têm muito peso na programação e no ambiente dos locais, então não é nada estranho encontrar um concerto ao vivo ou uma peça de teatro nos pubs de Compostela. Dois locais emblemáticos da noite compostelana são o Modus Vivendi, que tem a honra de ser o primeiro pub aberto da cidade; ocupa uns estábulos antigos, tem música eclética e coquetéis deliciosos; e A casa das Crechas que tem um extenso programa de concertos. Muito perto, encontramos A Borriquita de Belém, com uma agenda cultural bem trabalhada: das quartas-feiras de blues com a banda residente Resaca Brothers, até o seu compromisso permanente com o flamenco e o folk, é um lugar para onde voltar. O teatro cozinha-se mais no pub Embora, que para além de possuir uma das melhores esplanadas de Santiago, tem uma sala de microteatro nos andares superiores: A regadeira de Adela é uma área de testes para a próxima cena. Estas são algunas dicas para iniciantes em compostelaneo; vamos torcer para que isto lhe sirva de ajuda e para que nos conte sobre os lugares em Santiago que roubaram o seu coração.

5. De Santiago para o occidente

OK, sim, nós abundamos um pouco no tópico esotérico que está associado à Galiza mas, que diabos, é bem trazido. Como bem sabem, depois de chegar a Santiago o epílogo da rota termina em Fisterra. Se quiserem saber mais da região da Costa da Morte, recomendamos reservar a excursão a Fisterra- final do mundo imaginado pelos colonizadores romanos- em que poderão saber mais sobre uma das regiões mais significativas da Galiza. Uma viagem que leva a lugares pequenos que são jóias como a Pontemaceira ou Muros; maravilhas naturais únicas em Europa como a cachoeira do Ézaro, única queda-d´água que deságua no mar, tornando-o um lugar incomum que vale a pena visitar; até chegar ao ponto mais occidental do continente, cabo e faro de Fisterra e finalmente parar em Muxía, uma típica vila piscatória e famoso Santuário da Virgem da Barca, edifíco barroco construído na ermida do século XII.

6. Ou para fazermos bem, devemos ir para o sul

Pedimos desculpas à grande Raffaella Carrá e seus seguidores, mas tivemos que fazê-lo. A riqueza de uma comunidade como a Galiza é a sua enorme diversidade num território relativamente pequeno. As diferenças de norte a sul são palpáveis e maravilhosas. Um norte forte, como uma jangada jogada no Atlântico, contrasta com um sul tenro e fértil. Se quiserem aventurar-se nas famosas Rias Baixas, venham a esta excursão, marcada pela longa tradição marítima da Galiza: Pontevedra, Combarro, O Grove encantar-nos-ão com seus grandes espaços marinhos, incluindo um passeio de catamarã ao longo do estuário com degustação de mexilhões a bordo. O passeio termina em Cambados com uma visita a esta vila marinheira.

Dados de contato

Telefone de informações:

+34 881 031 768

 

* As reservas serão feitas on-line, não são aceitas reservas por telefone

 

Telefone de reservas para grupos (>25 pessoas):

+34 981 56 85 21

 

Fax:

+34 981 573 660

 

Skype:

albergue.seminario.menor

 

Email:

santiago@alberguesdelcamino.com

Endereço

Albergue Seminario Menor

Avda. Quiroga Palacios s/n

15703 Santiago De Compostela

A Coruña, España

 

Coordenadas

42.877206, -8.537332 ‎

 

Como chegar

Distâncias

Parque: 1 minuto

Supermercado: 5 minutos

Mercado de Abastos: 5 minutos

Centro Histórico: 5 minutos

Catedral: 10 minutos

Posto de Turismo: 15 minutos

Estação de comboios: 15 minutos

Central de camionagem: 20 minutos

Aeroporto: 11 Km

Formulário de contato

captcha

Albergues del Camino © 2018 | Todos os direitos reservados | Aviso legal | Política de privacidade | Política de cookies | Desenvolve: 
Sex
Sáb

Preço mínimo garantido

Cancelamento gratuito (até 24 horas antes da chegada)